.

1 2 3 4 5

27 de outubro de 2013

Postado por PUDIM RUSSO | Marcadores: , ,
Tinha uma amiga adepta do uso de cogumelos (colhidos por ela) que vivia dizendo algo como: "Com tantos enteógeno incríveis e legais que se usados sabiamente não fazem mal à saúde, como ergina, azarius, (...), não entendo como há gente se afundando na bebida, na cocaína, na maconha de biqueira, no crack, e em tantas outras substâncias terríveis". Pois bem, neste post enfatizo as palavras dela, e me pergunto seriamente como um indivíduo tem a coragem de se enfiar nessa furada chamada Krokodil.
Krokodil (Крокодилы) é uma droga russa fabricada a partir da desomorfina (дезоморфин), também conhecida como Permonid (пермонидe) Di-hidrodesoximorfina, que é um opiáceo descoberto nos Estados Unidos no início da década de trinta. A substância é um derivado da morfina, mas é de 8 a 10 % mais potente que a mesma. O nome Krokodil vem da palavra russa para "crocodilo" (крокодил), pois seus usuários comumente assumem um aspecto semelhante ao do animal, com "escamas" sobre a pele esverdeada.
A primeira aparição da droga foi na Sibéria (Сиби́рь) durante a década de noventa. Seu consumo vem aumentando por ser uma alternativa muito mais barata e potente que a heroína, com efeitos sedativos e analgésicos, pelo preço médio de руб 250 (aproximadamente R$ 17) à comparação com os руб 3815 (R$ 260).
Ela tornou-se mundialmente conhecida devido aos seus bizarros efeitos colaterais, dentre os quais destaca-se a intensa necrose na região onde ela é injetada, expondo ossos e músculos, concedendo à área aparência de derretida. Cada vez mais usuários são levados a hospitais para amputar ou limpar grandes partes apodrecidas do corpo, e é comum acabarem morrendo.
Parece enredo de filme de terror ou um boato estúpido lançado à internet para manter os jovens longe das drogas, no entanto a Krokodil é real e apavorante.
Larga-la é muito difícil, ainda mais porque a intensa dor nos locais apodrecidos pode ser aliviada com mais uma dose, levando o usuários a se picar seguidamente em busca de seus efeitos analgésicos, visto que as sensações duram poucos minutos.
Os fabricantes da Krokodil preparam-na em ambientes caseiros sem as mais ínfimas condições de higiene, muitas vezes utilizando gasolina, iodo, fósforo (raspado das laterais das embalagens de palitos de fósforo), ácido clorídrico, solventes de pintura e queronese como solventes para sintetizar a desomorfina a partir de comprimidos de codeína, lembrando que esta é totalmente legal e vendida em farmácias populares, sendo apenas um remédio comum se não usada para produzir Krokodil.

IMAGENS REAIS, não veja se for sensível.


Fontes:
Википедия
Мосмедсервис
Шаги к свободе!

5 comentários:

  1. Tem gente que acredita em deus...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza filho de uma égua (Renato) nós acreditamos em Deus mas todos os dias nós rezamos por pessoas sem capacidade de discernimento como voce. E que plenamente deve ser utilizador de drogas ilicitas.

      Excluir
  2. Vcs sabiam que a indução ao consumo de droga existe sublimirnamente nesse post que parece preucupado inocentemente com o consumo de drogas mas e constituido unicamente para o empenho da propagação de drogados consumidos pela hipnose do seu post que quer induzir ate aqueles que se interesem em fazer o mesmo por aqui. Explicando como faz obvio. Pra nao errar na receita


    ResponderExcluir
  3. Partindo do ponto, unico e absoluto, que so aprendemos pela dor,que morram quantos possiveis desta merda. quando virar uma epidemia catastrofica, com milhares de mortos,ai sim, com CERTEZA, vai parar o consumo. Ou alguem acha que ficar falando,falando,falando, vai adiantar alguma coisa? Isto se aplica a todas as outras drogas e a quase que todos os problemas cronicos da sociedade.

    ResponderExcluir

Escreva, monstrinho.